10 Dicas para facilitar sua vida em Paris

Compartilhe!

Todo mundo fala que Paris é uma cidade incrível e visita obrigatória na bucket list de qualquer viajante. O que nem todo mundo fala são as dicas fáceis que vão facilitar sua vida na Cidade Luz. E é sobre isso que trata nosso post de hoje, que marca o retorno do casal Dênis e Samira Soares ao Blog do Bilhete Premiado.

Eles aproveitaram algumas dicas boas do nosso blog e agora estão retribuindo, deixando 10 dicas para facilitar sua vida em Paris, dicas que, de verdade, vão tornar sua viagem mais prática e mais agradável. São as melhores 10 dicas de Paris para brasileiros.

_________________________________________________________

Assim como usamos muitas dicas do Blog do Bilhete Premiado para organizar nossa aventura pela França, não poderíamos deixar de compartilhar algumas delas que podem facilitar sua vida. Voilà!!!

1. Metro de Paris

É o meio de transporte mais eficiente de Paris, sobretudo porque há uma integração com os demais meios de transporte, como trem, ônibus, aeroporto e até o funicular da Sacre Coeur. Assim, não poderíamos deixar de começar com ele:

  • Comece, ainda no planejamento da viagem, baixando o App oficial do metrô da Cidade Luz: Visit Paris By Metro (RATP). Ele é muito útil para organizar seus trajetos na extensa malha viária da Ilê de France e lhe poupará o tempo de encontrar seu trajeto no complexo mapa de linhas. Há diversas funcionalidades nesse App, as principais são:
  1. Funcionamento offline;
  2. Você não precisa saber a estação exata de seu interesse, basta informar o ponto turístico que deseja visitar;
  3. Ele te informa o caminho com o menor número de baldeações (acredite, você vai querer trocar o mínimo possível de trem, porque nem sempre é fácil/rápido chegar na linha que você vai usar);
  4. tem o mapa dos caminhos a serem feitos a pé para chegar na estação ou a seu destino;

  • Nunca jogue seu bilhete de metrô fora antes de sair da catraca, porque ele pode ser necessário para sair de sua estação de chegada ou para entrar em outra linha – no funicular que sobe até a Sacre Coeur, por exemplo, você poderá usar o mesmo bilhete que usou para chegar até lá.
  • Chegando ao Charles de Gaulle, já compre 10 viagens de metro, pois é mais barato do que a compra avulsa – acredite você gastará muito rápido essas 10 viagens.
O Paris Visite, que garante viagens ilimitadas por períodos pré-determinados. (Foto: ParisPass.)

O Paris Visite, que garante viagens ilimitadas por períodos pré-determinados. (Foto: ParisPass.)

O Mobilis, viagens ilimitadas por zonas de Paris pré-estabelecidas. (Foto: RATP.)

O Mobilis, viagens ilimitadas por zonas de Paris pré-estabelecidas. (Foto: RATP.)

 

  • Dependendo da quantidade de vezes que você for usar o metrô por dia, algum pass poderá valer a pena.  O Mobilis, por exemplo, é válido por um um dia para uso ilimitado, custando 6,30€. Outro pass famoso é o Paris Visite. Você terá de avaliar o que será mais vantajoso para sua estadia em Paris, a depender de como escolherá se deslocar pela cidade. No meu caso específico, foi mais vantajosa a aquisição dos 10 tickets.

2. Paris Museum Pass

Isso é uma dica impagável do Blog do Bilhete Premiado! Pense numa cidade que recebe gente do mundo todo alucinada para ver museus e monumentos! Agora imagine as filas que isso gera! Não… As filas são maiores do que você pensou! Com o Paris Museum Pass você evita todas essas filas, pois você não precisará comprar ticketes e as atrações reservam filas especiais para clientes especiais como você 😉

O Paris Museum Pass, válido por 2, 4 ou 6 dias seguidos. Uma mão na roda na Cidade Luz. (Foto: Paris Museum Pass.)

O Paris Museum Pass, válido por 2, 4 ou 6 dias seguidos. Uma mão na roda na Cidade Luz. (Foto: Paris Museum Pass.)

O melhor momento para comprar o pass é quando você desembarcar no Charles de Gaulle. Na saída do desembarque tem um guichê de informações turísticas oficial de Paris que cai em seu colo! Você poderá comprá-lo para 2, 4 ou 6 dias, passando a contar a partir do dia do primeiro uso.

O guichê de informações turísticas de Paris no aeroporto Charles de Gaulle. (Foto: Dênis e Samira Soares.)

O guichê de informações turísticas de Paris no aeroporto Charles de Gaulle. (Foto: Dênis e Samira Soares.)

Observação – Para visitar o Palácio de Versailles infelizmente você não foge da fila, assim uma boa forma de escapar dela é dormir na linda cidade de Versailles e ser um dos primeiros a chegar no palácio.

3. Bilhete antecipado na Torre Eiffel

Mais uma dica que levamos do Blog do Bilhete Premiado! A fila para subir nessa jovem senhora é enorme!!!! Como ela não faz parte do Paris Museum Pass, você terá que encarar um longa espera… A não ser que você compre seu bilhete online, com hora marcada, conforme já veiculado no blog.

Nem sempre funciona muito bem a compra, por vezes ele mostra que não há vagas, mas tente em dias diferentes, pois em algum momento o sistema toma jeito e te permite desfrutar dessa atração sem ter que ficar horas mofando na fila.

A Torre Eiffel, um dos maiores símbolos de Paris.

A Torre Eiffel, um dos maiores símbolos de Paris.

4. Evite passeios com empresas de turismo (em especial a empresa Planet City)

A França em geral lhe oferece muitas alternativas de acesso a sus atrações. Paris, em especial, é facilmente explorada a pé ou utilizando seus meios de transporte (nós só usamos metrô, trem e nossos pezinhos.) Veja as principais arapucas:

  • Passeio no rio Sena: é uma atração imperdível – Fato! Mas você pode comprar os tickets online, diretamente pela empresa do Bateux, sem atravessadores e, portanto, pagando muuuuuito menos. Exemplo de lugar para comprar seu passeio neste link;
  • Passeio noturno em Paris: recebem nomes bucólicos, como “Paris night blá blá blá”, “Paris iluminada”… Mas são muuuuito limitados. Sem contar que você vai se sentir como um boi no meio da manada… Quer um bom passeio noturno em Paris? Use suas canelinhas, pois é com elas que você poderá ter as melhores vistas desta maravilha, podendo parar quando quiser, tirar fotos do melhor ângulo e ficar bem pertinho dessas atrações iluminadas. É claro que você não visitará tudo em um único dias, mas com cerca de dois ou três dias você já explorou tudo na bela Paris iluminada. Outra alternativa é utilizar as bicicletas, que ficam disponíveis em muitos pontos em Paris… hmmmmm… Essa também é ótima opção.
As bicicletas do Vélib. A devolução pode ser em estação diferente da de retirada. (Foto: Dênis e Samira Soares.)

As bicicletas do Vélib. A devolução pode ser em estação diferente da de retirada. (Foto: Dênis e Samira Soares.)

5. Internet 3G para seu celularzinho

Muito além de ficar fazendo posts em redes sociais para matar de inveja seus amigos, a 3G é bem importante para você se localizar com mapas, fazer consultas online sobre alguma dúvida, etc. Assim, a dica é comprar um chip francês. Além de chique, pois você passará a ter um número desse país lindo, você poderá acessar internet e falar ao telefone sem pagar Roaming por um preço bem em conta. Para você não sofrer como sofremos, vou dar o passo-a-passo mastigado:

  • A melhor companhia para turistas é a Lebara, pois é a mais barata e com produtos bem adequados a nossas necessidades;
  • O primeiro passo é comprar o chip, o que você pode fazer assim que chega no Charles de Gaulle na loja Relay. No trajeto até o metrô você passará por uma dessas lojinhas. Além disso, existem diversas Relay espalhadas por Paris. É simples, é só chegar ao caixa e falar: “Bonjúrrrrr, chip Lebarrrrra“… Em abril de 2014 ele custava 9,90 €, que te dava direito a 7,50 € de uso com dados ou voz.

PS: Só tem o microSIM, não existe o nano (Iphone 5). Assim, para funcionar como nano, vc terá de cortar o microSIM, para ele se tornar nano. É uma tarefa que requer cuidado, mas é simples, pois é só copiar a forma do chip de sua operadora brasileira, com o cuidado de não cortar a parte metálica.

A Relay do aeroporto. A livraria é como uma grande loja de conveniência. (Foto: Dênis e Samira Soares.)

A Relay do aeroporto. A livraria é como uma grande loja de conveniência. (Foto: Dênis e Samira Soares.)

  1. Comprado o chip, você terá de carregar seu telefone com crédito para comprar alguma plano de dados/voz, pois esses 7,50 € vão como água. Foi aqui que nós nos enrolamos, pois não estava muito claro como compraríamos o plano de nosso interesse… Voilà… Você não compra o plano inicialmente, primeiramente você compra o crédito, que pode ser de 10, 20 ou 30€ e são comprados na Relay, Carrefour, ou Café Tabac na forma de uns cartõenzinhos. No cartão há instruções simples de como carregar os créditos no celú… Vai na fé que é easy;
  2. Você ainda não tem o plano em seu celular, você terá de escolhê-lo, utilizando os créditos que acabou de comprar. A seleção do plano desejado é feito por SMS e no limite de seu saldo, que pode ser consultado ligando para *133#. No meu caso, por exemplo, adquiri um plano que permitia o uso de 240 minutos de voz e 500 MB (ou Mo, no bom francês), que custava 9,90 €. Para isso, basta mandar SMS para o número 22241 com o código de seu plano. No nosso caso, o código era 4HR. No site da Lebara Você pode descobrir os planos e respectivos códigos – clique nas ofertas que, além dos dados delas, apresentará seu código, conforme figura a seguir:
Os planos da Lebara. Escolha o que é mais conveniente para sua estadia em Paris. (Foto: Lebara.)

Os planos da Lebara. Escolha o que é mais conveniente para sua estadia em Paris. (Foto: Lebara.)

Pronto, você já tem internet no seu celular e pode ligar por alguns minutinhos, caso se perca de seu companheiro(a) de viagem ou encontre uma companhia na França…

6. Golpes, golpes, golpes…

Você é brasileiro e ficará bastante chateado se for passado para trás por um espertinho francês. Assim, não precisa se desesperar, eles não são violentos ou sagazes, por vezes são até ingênuos, mas você tem de ficar atento!

  1. Evite as aglomerações que se organizam para ver algum espetáculo de artista de rua, em regra estão de armação, é melhor nem olhar, pois vão te puxar para a bagunça;
  2. Tem uns caboclinhos que ficam fazendo aquele jogo de esconder a bolinha em baixo de três caixinhas e pedem para você adivinhar onde está. Ele ainda te falará: “Nôu mâni” (no money)… Pois é, ele não faz aquilo por diversão: saia sem dar papo;
  3. Tem umas meninas que ficam com pranchetas em muitos pontos de Paris e te perguntam: “Du iú espicles inglix?” (Do you speak english?) Por vias das dúvidas, nossa resposta era sempre “nô!”;
  4. Golpe da aliança: num espaço de cerca de 50 metros duas pessoas tentaram aplicar essa! Como funciona: Elas fingem que acham uma aliança a seu lado e lhe oferecem, pois, segundo elas, sua religião não permitiriam esses ornamentos… A aliança parece ouro mesmo, mas é golpe!

7. Do Aeroporto Charles de Gaulle para o seu hotel

É muuuuuuito fácil e para todos os bolsos!

  • Shuttle (RoissyBus): busão com ar-condicionado que te leva direto, sem baldeações, para o centro de Paris. O inconveniente aqui é que ele só te leva para determinado ponto: estação Opera – rua Alber com Scribe. Você terá de se virar para ir para seu hotel. Ele lhe custará 10,50 € e levará cerca de 60 minutos;
O RoissyBus, que te leva do Aeroporto de Charles de Gaulle até o centro de Paris. Viagem sem baldeações. (Foto: Dênis e Samira Soares.)

O RoissyBus, que te leva do Aeroporto de Charles de Gaulle até o centro de Paris. Viagem sem baldeações. (Foto: Dênis e Samira Soares.)

  • Metrô: Atenção! É necessário um bilhete especial para o trajeto Aeroporto – Centro. É só seguir as plaquinhas indicativas de RER (trem) e lá pelas tantas terá guichê e máquinas automáticas para compra. Isso te custará 9,75 € e o trajeto será entre 50 e 60 minutos, a depender de onde esteja hospedado.
As placas indicativas do RER, o trem que liga o centro de Paris até áreas mais afastadas. O do Aeroporto Charles de Gaulle é a linha B. (Foto: RATP.)

As placas indicativas do RER, o trem que liga o centro de Paris até áreas mais afastadas. O do Aeroporto Charles de Gaulle é a linha B. (Foto: RATP.)

  • Táxi: todo mundo sabe, mas não custa reforçar, use somente os táxis oficiais. Tem uns caboclinhos oferecendo táxi no desembarque… Eu não confiaria… O taxi lhe cobrará cerca de 56 €.
  • Transfer: existem serviços de transfer que podem levar você do hotel para o aeroporto e variam de 26 € a 18 € por pessoa.

8. Traje esporte fino

Sim, leve na sua mala uma roupa chique! Você irá para Paris e muitos restaurantes finos e os cabarés exigem o traje esporte fino. De calça jeans e tênis você poderá ser barrado no baile!!! Em geral, basta uma camisa, calça social e sapato.

9. Seja gentil!

Os franceses não são grossos como ouvimos falar, mas tudo depende também da sua postura. Um bon jour, monsier, je ne parle pas français, desole pode te ajudar a começar a conversa e ser bem recebido. Evite também a grosseria que presenciamos algumas vezes de americanos que chegam falando inglês diretamente.

Os franceses sempre te cumprimentam na saída e na entrada do estabelecimento, faça o mesmo, afinal essa gentileza é muito legal! Tivemos várias demonstrações de gentileza que nos fez desconstruir o mito da grosseria dos franceses!

10. Chegue cedo ao aeroporto

O aeroporto é enorme e longe, é preciso muito tempo para:

  1. Carimbar os recibos na aduana, para receber o imposto de volta (1º fila);
  2. Pegar a devolução do imposto (2º fila);
  3. Fazer o check-in ou despacho de bagagem (é muito aconselhável chegar com o check-in feito);
  4. E, claro, passear e comprar coisas no duty free gigante!!!!!

Tudo isso pode ser feito com calma, mas é preciso chegar com umas quatros horas de antecedência do voo.

_________________________________________________________

Dênis é engenheiro cartógrafo e Samira trabalha com mediação de conflitos. Ele entende de mapas, ela é apaixonada por trens. E para eles não há tempo ruim quando o assunto é viajar – o importante é ir e, melhor ainda, seguirem juntos, seja o destino qual for!

O casal já passou pelo Bilhete Premiado em outras ocasiões – para saber mais sobre seus destinos, veja nos links a seguir:

  1. Uruguai de braços abertos!
  2. Curvando-se à beleza da Patagônia

Para reservar seu hotel em Paris, clique aqui.

E clique neste link para ler todos os nossos posts sobre Paris.

E quanto a você, leitor viajante, não deixe de compartilhar suas dicas e histórias de viagens pelo mundo! Escreva para o Bilhete Premiado e deixe a sua marca!

7 Responses

  1. rafael
    rafael 29/04/2014 at 10:01 am |

    MUITO BOM!!

    Esse blog é o melhor do gênero!

    parabéns pelo post !

  2. carolbsb
    carolbsb 29/04/2014 at 4:18 pm |

    Ótimo post! Já baixei o app do metrô! 😉

Comments are closed.

Show Buttons
Hide Buttons
%d bloggers like this: