48 horas em Frankfurt

Compartilhe!

Famosa por ser um centro financeiro, Frankfurt está longe de ser um destino turístico da Europa. O que pouca gente sabe é que ela tem, sim, o seu valor! E que valor! Ela é subjugada por turistas do mundo inteiro, mas quem vai gosta do que vê – e este post tem a missão de desmascarar esse mito de que Frankfurt é, no máximo, um destino para fazer escala ou servir de entrada para a Rota Romântica da Alemanha.

Então prepare-se para um non stop de 48 horas em Frankfurt, uma das cidades mais fascinantes e talvez mais subestimadas da Europa!

Sem delongas, vamos lá!

Frankfurt é exemplo de um local onde o antigo convive com o que há de mais moderno.

Frankfurt é exemplo de um local onde o antigo convive com o que há de mais moderno.

Frankfurt Card

Como em várias cidades europeias, Frankfurt tem o seu cartão de turismo, o Frankfurt Card, que garante acesso aos meios de transporte e descontos nas principais atrações turísticas. Não é essencial, mas ajuda bastante com o transporte público e na hora de economizar uma grana! É possível comprar no aeroporto, na estação central de trens e nas bilheterias das principais atrações turísticas.

O Frankfurt Card dá direito à transporte ilimitado, inclusive com acesso ao aeroporto. Tem combinações para um ou dois dias, individual ou em grupo. Na maior parte das vezes, já vale a pena porque o preço da passagem de ida e volta para o aeroporto fica em € 14,00. Faça as contas!
Frankfurt Card – 1 dia / € 9,90.
Frankfurt Card – 2 dias / € 14,50.

Grandes símbolos de Frankfurt - a Main Tower à esquerda e a Euro Tower à direita.

Grandes símbolos de Frankfurt – a Main Tower à esquerda e a Euro Tower à direita.

15 h – Banco Central Europeu e a Main Tower

A sede do Banco Central Europeu não poderia ficar em outra cidade que não a cosmopolita Frankfurt! A antiga sede na Kaiserstraße (nº 29) ainda ostenta o símbolo do Euro e é um bom local pra tirar algumas fotos. Mas não se engane! Os funcionários do BCE já mudaram para o lado leste da cidade. Mas visitas para os turistas e o público geral só partir de 2016. De qualquer forma, fica a dica para passar na antiga Euro Tower, onde foi feita a primeira nota do Euro (Kaiserstraße, nº 29).

Ainda no aspecto centro financeiro da cidade, a visita ao Main Tower é uma das mais bacanas! É o ponto mais alto de Frankfurt e a vista de lá é incrível! O elevador atinge 18 km/h para subir 190 metros até o Observation Deck, então espere algo realmente rápido! E torça para o dia não estar nublado!

O Euro e, atrás dele a Euro Tower, onde foi feita a primeira cédula da moeda comum.

O Euro e, atrás dele a Euro Tower, onde foi feita a primeira cédula da moeda comum.

17 h – Römerberg

Ainda com sol, passear pelas ruas de Römerberg é ter ideia do que foi o maior centro medieval da região. O centro foi demolido durante os bombardeios da II Guerra, mas os alemães resolveram reconstruí-lo em sua originalidade. Sentar nas tavernas do bairro é uma boa oportunidade pra provar o Ebbelwoi, o vinho de maçã dos alemães. Não é a coisa mais gostosa do mundo mas, estando ali, vale a pena experimentar.

Fora isso, curta o cenário! É perfeito pra tirar fotos! E é perfeito também pra ver como é possível que o velho conviva tão bem com o novo e o moderno.

Römerberg, a antiga cidade medieval convive com a modernidade de Frankfurt.

Römerberg, a antiga cidade medieval convive com a modernidade de Frankfurt.

19 h – Zeil Straße

A Zeil é a principal rua de compras de Frankfurt. Mas felizmente ela não se resumo a isso! Ela consegue reunir uma super arquitetura com milhões de lojas, cafés e restaurantes (destaque para os asiáticos). Além das tradicionais alemãs Kaufhof e Saturn, a rua conta com galerias como a ZeilGalerie, uma galeria repleta de lojas e opções gastronômicas. Não perca a MyZeil, uma galeria feita mais para andar sobre os andares do que para pegar escadas rolantes, porque foi toda construída com rampas.

O grande destaque da Zeil Straße fica com o terraço dessas galerias reunidas, todos conectados. Existem diversos bares e restaurantes, com propostas bacanas para comer e aproveitar a vista do 6º andar. Se for verão, melhor ainda! Dá pra pegar um ótimo pôr-do-sol. Se for inverno, prepare-se para um friozinho!

21 h – Jantar em algum restaurante descolado

Como toda e qualquer cidade cosmopolita, Frankfurt tem na culinárias um dos seus destaques. A Zeil Straße é repleta de restaurantes bacanas, especialmente os do terraço das galerias. Perto da Zeil, ali na Goetheplatz, eu arriscaria o MoschMosch, com pegada asiática. Se escolhê-lo, não perca o homemade ice tea.

Frankfurt vista do roof top da Zeil Straße - o melhor Skyline da cosmopolita alemã.

Frankfurt vista do roof top da Zeil Straße – o melhor Skyline da cosmopolita alemã.

10 h – Goethe Haus

Ok. Não dá pra falar que é a casa original onde Goethe nasceu e viveu, porque ela foi destruída durante a II Guerra. Mas a reconstrução do pós-Guerra é mais do que suficiente para dar uma clara ideia de como era a original.

Johann Wolfgang von Goethe nasceu em Frankfurt, em 1749. De família rica, foi um escritor e romancista e é considerado o mais importante literário alemão. Visitar a Goethe Haus é também entender como as condições de vida dele o levaram a se destacar tanto na arte das letras como no campo da ciência.

12 h – Passeio de barco pelo Rio Main

No segundo dia, aproveite a manhã pra fazer um cruzeiro pelo Main, o rio símbolo de Frankfurt. Os barcos saem da margem norte, logo abaixo do Römerberg. É possível escolher o passeio de 50 minutos (para o leste ou oeste do rio) ou o de 100 minutos (ambos os lados do Main).

Do barco, é possível ver todo o Skyline de Frankfurt sobre o seu principal símbolo, o próprio Rio Main.

Os cadeados dos apaixonados também passar por Frankfurt e deixam presença sobre o seu maior símbolo, o rio Main.

Os cadeados dos apaixonados também passar por Frankfurt e deixam presença sobre o seu maior símbolo, o rio Main.

14 h – Ilha dos Museus de Frankfurt

Não, não é bem uma ilha dos museus igual à de Berlim. Mas Frankfurt tem 7 museus estrategicamente localizados à margem sul do Main, sendo fácil chegar lá por qualquer das pontes de pedestres. A principal rua é a SchaumainkaiEu escolheria 1 ou 2 museus para visitar. Se você for um museu maníaco, separe uns 2 ou 3 dias de sua viagem.

Não sendo esse o seu caso, 1 ou 2 já está de bom tamanho! A dica fica para o Städel-Museum, um dos museus mais importantes da Alemanha, com trabalhos de Botticelli, Jan van Eyck, Rembrandt, Monet, Picasso, Degas e outros mestres.

16 h – É dia de feira!

Garrafas da Rollanderhof, vinícola alemã tão boa quanto às de Champagne, mas sem levar a fama - e nem o preço.

Garrafas da Rollanderhof, vinícola alemã tão boa quanto às de Champagne, mas sem levar a fama – e nem o preço.

Uma das melhores coisas de Frankfurt é saber curtir as feiras e os mercados de rua! Sim, cosmopolita, ma non troppo! É com esse ar interiorano que a cidade consegue cativar ainda mais a população. Além da comida, eu recomendo provar os vinhos e os espumantes da Rollanderhof, vinícola local de Frankfurt. Infelizmente, eles não vendem para fora, então aproveite a sua visita à cidade para provas os diversos rótulos locais.

Nas feirinhas é possível encontrar de tudo um pouco. Tem queijo francês, salsicha alemã, massa italiana, presunto espanhol, tâmaras israelenses, pasteis de nata portugueses. Enfim, é um grande mercadão a céu aberto! Bom e com preços pra lá de atrativos!

A feira da Kaiserstraße - uma das melhores coisas de Frankfurt são as feiras de rua.

A feira da Kaiserstraße – uma das melhores coisas de Frankfurt são as feiras de rua.

Como há diversos mercados na cidade, vou deixar uma lista pra você saber qual dia da semana tem e em qual local.

Programe-se com antecedência para aproveitá-las.

Para não se perder! O calendário de algumas feiras e mercados de rua de Frankfurt.

Para não se perder! O calendário de algumas feiras e mercados de rua de Frankfurt.

18 h – É dia de Feira (de livros!)

Frankfurt tem o maior evento literário do mundo, a Frankfurt Book Fair. A feira acontece em meados de outubro, mas caso sua passagem pela cidade seja em outro período, não perca a Literaturhaus. Como o nome diz, é uma Casa de Literatura, um espaço literário. Algo como o sarau no Brasil. O lado ruim é que a maior parte das apresentações são em alemão, mesmo de escritores de outros idiomas. De qualquer forma, vale a passagem pra conhecer a arquitetura do local, especialmente para os apaixonados pelos livros.

Ainda, se você é um leitor fanático, não deixe de conferir a Hugendubel, uma das maiores redes de livraria da Alemanha. A loja de Frankfurt surpreende àqueles que mais gostam de livros.

Frankfurt tem a maior feira de livros do mundo. Fora dela, vale a pena passar na Hugendubel, uma livraria alemã repleta de livros de tudo quanto é tipo e idioma.

Frankfurt tem a maior feira de livros do mundo. Fora dela, vale a pena passar na Hugendubel, uma livraria alemã repleta de livros de tudo quanto é tipo e idioma.

20 h – Hora do jantar

A sugestão para a segunda noite é escolher um restaurante mais estrelado. Lembra-se da Main Tower? Pois é, eu voltaria lá pra jantar na segunda noite. O Main Tower Restaurant & Bar traz no cardápio a culinária alemã no meio de uma cozinha contemporânea.

22 h – Dormir pra quê?

Não vamos indicar a qual balada ir, porque cada qual tem a sua preferência. Mas fica a dica pra pesquisar antes uma baladinha ou um barzinho bacana pra encerrar a visita a Frankfurt.

Frankfurt am Main - Frankfurt sobre o Meno. Ou simplesmente ela, Frankfurt, pairando, claro, sobre o Rio Meno.

Frankfurt am Main – Frankfurt sobre o Meno. Ou simplesmente ela, Frankfurt, pairando, claro, sobre o Rio Meno.

Esse mini roteiro inclui o básico da cidade. Não espere uma cidade movida ao turismo, mas espere uma cidade justa, que sabe tratar bem tanto os turistas quanto os moradores – e que oferece uma perfeita convivência entre quem é dali e quem lá está só de passagem.

Reserve aqui o seu hotel em Frankfurt.

Clique aqui para ler mais sobre a Alemanha.

E quanto a você, leitor viajante, não deixe de compartilhar suas dicas e histórias de viagens pelo mundo! Escreva para o Bilhete Premiado e deixe a sua marca!

Römerberg, um centro medieval no coração de uma cidade moderna.

Römerberg, um centro medieval no coração de uma cidade moderna.

A Casa de Ópera de Frankfurt - o clássico em harmonia com o moderno.

A Casa de Ópera de Frankfurt – o clássico em harmonia com o moderno.

Salsichas alemãs na Kaiserstraße - uma das melhores coisas de Frankfurt são as feiras de rua.

Salsichas alemãs na Kaiserstraße – uma das melhores coisas de Frankfurt são as feiras de rua.

Show Buttons
Hide Buttons
%d bloggers like this: