Canindé de São Francisco e o Cânion do Xingó

Compartilhe!

No interior do Sergipe, a 200 km de Aracaju, está a pequena Canindé de São Francisco, uma das cidades que servem de base para a visita ao Cânion do Xingó, o ponto turístico mais famoso da região. Cenário da novela da Globo Velho Chico, a região tem encantos muito além do Rio São Francisco. Pra ficar mais didático aqui no Bilhete Premiado, resolvi dividir os posts por tópicos.

Assim, prepare-se para ler neste post sobre o Cânion do Xingó, mas em outros sobre a Rota do Cangaço e a Hidrelétrica de Xingó. Além disso, teremos um post sobre como planejar a sua viagem à região, com destaque para a cidade de Piranhas.

Pois bem, comecemos com o passo a passo do passeio pelo Cânion do Xingó!

A represa do Xingó, parte do sertão que virou mar - e se transformou em poesia pelas letras de Sá e Guarabira.

A represa do Xingó, parte do sertão que virou mar – e se transformou em poesia pelas letras de Sá e Guarabira.

O Rio São Francisco e o Cânion do Xingó. (Foto: Carolina Vasconcelos.)

O Rio São Francisco e o Cânion do Xingó. (Foto: Carolina Vasconcelos.)

Organiznado o passeio ao Cânion do Xingó

O tour mais comum sai do píer do restaurante Karranca’s e é operado pela MF-Tur. Dura cerca de 3 horas, sendo 1 hora pra ir, 1 hora pra voltar e 1 hora pra nadar no Porto de Brogodó, o famoso local das fotos com os macarrões de piscina! Os passeios saem todos os dias, às 10h30 e às 11h30. Fique atento que durante a alta estação e nos feriados, há outras opções de horários, saindo também 8h30 e 9h30. Informe-se antes de ir!

O restaurante Karranca’s é amplo e tem estrutura boa pra comer antes ou depois dos passeios.

Dá pra comprar o passeio da MF-Tur na maior parte dos hotéis ou no próprio restaurante Karranca’s. Vendem também no centro histórico de Piranhas. Aceitam cartões de crédito!

O Restaurante Karranca's serve de porto para quem vai ao Cânion do Xingó.

O Restaurante Karranca’s serve de porto para quem vai ao Cânion do Xingó.

Águas verdes abaixo das paredes de pedra do Cânion do Xingó. (Foto: Carolina Vasconcelos.)

Águas verdes abaixo das paredes de pedra do Cânion do Xingó. (Foto: Carolina Vasconcelos.)

Como funciona o passeio!

Durante a primeira parte do passeio, quando o barco sobe o Rio São Francisco, o guia explica como era o rio antes de ser alagado e dá detalhes sobre os principais atrativos nas margens do São Francisco. Vai contar também a diferença de profundidade antes e depois da barragem e a área de abrangência da nova bacia. Por fim, vai falar que o Cânion do Xingó é o 5º maior cânion navegável do mundo! Depois de 1h de explicações, o barco chega ao Porto de Brogodó e os passageiros podem, enfim, sair pra um banho!

Uma das partes mais incríveis é quando o "mar" do Rio São Francisco entra nos Cãnions do Xingó". A paisagem se transforma em um braço do rio cheio de paredes incríveis.

Uma das partes mais incríveis é quando o “mar” do Rio São Francisco entra nos Cânions do Xingó”. A paisagem se transforma em um braço do rio cheio de paredes incríveis.

Imagem de São Francisco, o padroeiro do Rio da Integração Nacional. (Foto: Carolina Vasconcelos.)

Imagem de São Francisco, o padroeiro do Rio da Integração Nacional. (Foto: Carolina Vasconcelos.)

Serei sincero! O passeio é bacana mas a área do banho é meio decepcionante. Eu já sabia que seria uma área delimitada por boias, onde as pessoas ficavam nadando no meio de vários macarrões flutuantes! Funciona no esquema varejão mesmo! De toda a sorte, a água é gostosa e na temperatura ideal pro calor do sertão. Além disso, por R$ 10,00 por pessoa há um passeio de canoa até uma parte fechada do cânion, mas não deixam sair da canoa pra nadar longe da muvuca!

No Porto de Brogodó e dentro do barco há opções pra comer e beber. Na volta, os guias soltam um som alto com músicas típicas do sertão. O melhor de tudo, claro, é a paisagem incrível do São Francisco. Prepare-se! #Vaitermuvuca! Ah, eu corri pra tirar foto do piscinão antes de qualquer pessoa pular! Fui rápido no gatilho, mas não se iluda que será assim!

A piscina do Porto de Brogodó vazia - não se iluda que isso só ocorre entre a saída de um ferry e a chegada de outro!

A piscina do Porto de Brogodó vazia – não se iluda que isso só ocorre entre a saída de um ferry e a chegada de outro!

Cânion do Xingó em barco privativo!

Tudo o que eu falei, claro, é o básico e nada glamouroso passeio de catamarã – mas calma! Há salvação, desde que por um preço mais caro, claro!

Existem barqueiros que sobem o rio em barcos próprios, pequenos, levando 2, 4 ou até 6 passageiros. Combinando o preço por hora, é possível navegar até lugares não explorados pelo catamarã da MF-Tur. Analise pra ver se o seu perfil pede um passeio mais tranquilo e mais privativo. Os barcos pequenos não são tão rápidos, então esteja preparado pra um passeio longo. Levar comida e água vai muito bem!

É possível comprar passeios com barqueiros independentes nos hotéis ou no Porto/Centro Histórico de Piranhas e combinar o que quer ver rio acima, horário de saída e tempo de duração do passeio.

A vegetação ao longo do Rio São Francisco marca o verdadeiro sertão.

A vegetação ao longo do Rio São Francisco marca o verdadeiro sertão.

O sertão que virou mar!

O sertão que virou mar!

Visão geral do Cânion do Xingó

Pra comparação, fiz o passeio da Rota do Cangaço com barqueiro avulso. Achei muito melhor do que ir no esquema catamarã lotado. Entretanto, não foi exatamente esse o ponto baixo do passeio no Cânion do Xingó! Pra mim, o que foi meio chato – e meio decepcionante – foi a piscina limitada, superlotada e com os macarrões pra nadar no São Francisco.

Entendo as questões de segurança, mas achei tudo aquilo xarope e um tanto quanto exagerado. De toda a forma, a ida e a volta do passeio foram incríveis! A região em volta do Rio São Francisco tem um visual sensacional e chega a ser até mítico navegar rio abaixo (e rio acima!). Eu faria de novo esse passeio, mas tentaria, a todo custo, ir com barqueiro privado – a experiência deve ser muito melhor do que nadar no Porto de Brogodó!

Para se hospedar na região, indico o Hotel Aconchego do Velho Chico, em Piranhas.

Se preferir, há outras opções de hospedagem na cidade de Piranhas, em Alagoas.

E quanto a você, leitor viajante, não deixe de compartilhar suas dicas e histórias de viagens pelo mundo! Escreva para o Bilhete Premiado e deixe a sua marca!

As águas calmas do Cânion do Xingó e um mini passeio de barco no Porto de Brogodó. (Foto: Carolina Vasconcelos.)

As águas calmas do Cânion do Xingó e um mini passeio de barco no Porto de Brogodó. (Foto: Carolina Vasconcelos.)

A cidade histórica de Piranhas, em Alagoas - cenário da novela Velho Chico.

A cidade histórica de Piranhas, em Alagoas – cenário da novela Velho Chico.

O Karranca's é a base para a saída do catamarã que leva ao Cânion do Xingó. Tem boa estrutura pro turista e aceita cartão de crédito.

O Karranca’s é a base para a saída do catamarã que leva ao Cânion do Xingó. Tem boa estrutura pro turista e aceita cartão de crédito.

3 Responses

  1. Anonymous
    Anonymous 05/09/2016 at 1:37 pm |

    Oi Bernardo. Estou pensando em fazer esse passeio em barco privativo. Você teria algum contato?

  2. Sergipe Turismo
    Sergipe Turismo 02/12/2016 at 12:02 am |

    Mto boa postagem sobre o Cânion de Xingó.

Comments are closed.

Show Buttons
Hide Buttons
%d bloggers like this: