Maceió, o Paraíso das Águas

Compartilhe!

A capital de Alagoas, Maceió, é uma das grandes joias do Nordeste. Diz a lenda que suas águas não são azuis, são esverdeadas e o mar por ali, além da água morna e agradável, é tipo um tapete, calmo e com formações naturais que, a depender da maré, formam verdadeiras lagoas de água transparente. Aliás, são as lagoas de Maceió que dão o nome ao Estado Alagoas, especialmente duas delas se destacam, a Lagoa Mundaú e Lagoa Manguaba, que também estão no roteiro indicado.

Mas o Paraíso das Águas não é só isso e quem nos deixa as dicas de lá é a viajante Sanny Mendes, mais uma desbravadora do nosso pequeno grande mundo! Sanny deixa para a gente um roteiro de 9 dias em Maceió e garante que dá pra ficar esse tempo todo curtindo a cidade que, de pequena, mantém só o ar interiorano, mas tem programação de cidade grande!

_________________________________________________________

O aeroporto é um pouco distante da cidade e por isso contratamos antecipadamente uma empresa de Táxi, principalmente pelo fato de chegarmos muito tarde a cidade. A recepção foi ótima, embora os taxistas corram demais pela cidade, a corrida ficou em torno de R$45,00 (Aeroporto – Pajuçara), faça a simulação do valor da corrida no site da empresa.

Cuidado com a tábua das marés. Confira com o pessoal especializado no turismo, pois os passeios geralmente são influenciados por ela.

A tranquilidade de Maceió, uma das joias do Nordeste.

A tranquilidade de Maceió, uma das joias do Nordeste.

Ficamos hospedados no hotel Pajuçara, que não é um 5 estrelas, mas nos ofereceu uma ótima estadia, principalmente pela localização. O Ideal é Ponta Verde, que fica um pouco mais a frente, mas os preços são um pouco mais salgados.

Obs.: Alguns passeios, conseguimos contratar no próprio hotel, que tinha contrato com a CVC.

ROTEIRO DE MACEIÓ EM 9 DIAS

1º Dia – Praia de Pajuçara

Curtir a cidade. Passeios de jangadas e feirinha de artesanato que tem por lá… blusinhas lindas, baratinhas, que faz qualquer mulher enlouquecer! Visite o restaurante Parmeggiano… comida boa e barata! Os pratos individuais de camarão são uma delícia (faixa de R$ 15,00 por pessoa), ou o prato família chamado parmeggiano (R$ 45,00 para 04 pessoas, você escolhe o tipo de carne). O restaurante é super legal e charmoso!

Tem também o Imperador dos Camarões que é imperdível e bem em conta, tem o restaurante e também um quiosque bem próximo a feirinha. Quiosques na praia de Pajuçara tem o Lopana e Kanoa que são opções boas para a tarde e para a noite, todos com musiquinha ambiente e em frente à praia. Para quem gosta de pagode, sertanejo, pop ou Rock, tem ainda o Coconut, que é um bar super legal com shows durante a tarde e a noite, vale a pena conhecer, fica logo após a feirinha.

A Praia do Gunga vista do mirante da fazenda de mesmo nome. Um verdadeiro mar de coqueiros.

A Praia do Gunga vista do mirante da fazenda de mesmo nome. Um verdadeiro mar de coqueiros.

2º Dia – Praia do Gunga

Local maravilhoso, águas cristalinas e mar calmo. Pessoal bonito e bom atendimento. O acesso pode ser feito tanto por barco, partindo da Barra de São Miguel, quanto de carro, 11 quilômetros adiante, cruzando as terras da fazenda de mesmo nome. Nos finais de semana, até ás 15 horas, um mar de cadeiras de plástico ao som de axé toma conta da faixa de areia branca e fina, assim como lanchas, barcos e jet skis pontilham o mar calmíssimo e transparente, fruto da junção das águas da Lagoa do Roteiro com o oceano Atlântico. Chegue depois dessa hora, num dia em que a maré não esteja muito alta, e você terá a perfeita materialização do paraíso. Pela CVC o passeio saindo do hotel custa R$ 25,00 por pessoa, criança paga meia.

3º Dia – Dunas do Marapé

Imagine uma praia no meio do nada! Piscinas naturais se formando, águas limpíssimas! Além disso, o restaurante é muito legal! Experimente a cocada de forno! Aproveite para conhecer os simpáticos miquinhos e iguanas que ficam soltos pela reserva! São super exóticos! Além disso, os preços são bem agradáveis! Este passeio pela CVC sai a R$ 30,00 + R$ 35,00 (pela travessia de catamarã e o almoço já incluso).

O camarão com chiclete, prato típico de Maceió que nada mais é do que camarão com queijo.

O camarão com chiclete, prato típico de Maceió que nada mais é do que camarão com queijo.

4º Dia – Praia de Paripueira

Pequena cidade a 25km de Maceió. Possui um mar verdinho de águas mornas e calmas. Lá também existe uma barreira de corais que proporciona um excelente mergulho nas piscinas naturais. Tem também a Praia do Carro Quebrado.

5º Dia – Praia de Guaxuma

Cerca de 15 minutos do centro. Embora o mar nesse ponto seja mais agitado, o lugar vale a pena por causa da tranqüilidade e das rústicas barracas com vários quiosques de palha na areia, como a Barraca Bar Brasil, que serve os tradicionais petiscos e PFs à base de carne, frango ou peixe, reforçados ao som de MPB, jazz e blues. Mais à frente, na Praia de Ipioca, é a vez de um novo refúgio vip dar o ar da graça: o bar-restaurante Hibiscus. Discretamente localizado dentro de um condomínio, o Angra de Ipioca, com acesso pela rodovia AL-101, o Hibiscus virou point para quem quer curtir uma praia com estrutura rústico-chique e boa seleção musical de rock dos anos 60,70 e 80, jazz e MPB. Além das agradáveis mesas de tronco de jaqueira espalhadas pelo gramado, que se fundem com a areia. O bar conta também com um irresistível lounge de madeira de frente para o mar, onde é possível espreguiçar-se em um dos sofás brancos, nas redes ou nas poltronas e ficar horas saboreando as caipiroscas de fruta ou petiscos de frutos do mar do cardápio. Mas o restaurante tem preços salgados na comparação com os preços de Maceió.

Já pensou em fazer remo na Praia do Francês? O mar é tão calmo que mais parece uma lagoa.

Já pensou em fazer remo na Praia do Francês? O mar é tão calmo que mais parece uma lagoa.

6º Dia – Praia do Francês

Mar um pouco agitado, muito ambulante e quiosques feios. Mas tem muito comércio local para a mulherada que gosta de feirinhas.

7º Dia – Maragogi

 Só indo para entender o que é! O nosso guia, Felipe, foi uma simpatia (um dos guias que ficam no ponto de apoio da Jaraguá Turismo) e pode te dar dicas maravilhosas sobre o lugar! O mergulho é oferecido por R$ 70,00 por pessoa, com duração de 20 minutos, tem peixinhos coloridos, corais…. toda aquela beleza bem ao alcance das mãos! Não tenha medo de fazer o mergulho, embora o preço seja um pouco salgado (R$ 70,00 por pessoa, 20 minutos).

8º Dia – Praia da Ponta Verde

Mar calmo, água verde-clarinha, Ponta Verde é a melhor praia urbana de Maceió. A barraca Lopana, na Ponta Verde, é considerada o melhor lugar para fim de tarde aos sábados, quando lota de gente bacana ao som de jazz e música estilo lounge. É também uma alternativa deliciosa para as manhãs de domingo, já que, além de seu disputado deck de madeira com coloridos guarda-sois decorados com chita, estende seu atendimento à faixa de areia em frente, com um cardápio cheio de sucos feitos da própria fruta, caipiroscas no ponto, saladas e caldinhos. No domingão, vale a pena trocar a tradicional ida de jangada às lotadas piscinas naturais da Pajuçara pelo confortável passeio de catamarã nas piscinas da Ponta Verde, que parte também da Lopana Pajuçara.

De dentro do catamarã que leva até as Lagoas.

De dentro do catamarã que leva até as Lagoas.

9º Dia – Passeio das 9 Ilhas

Saindo do Pontal da Barra, bairro que também vale uma visita pelas rendas, expostas para venda na porta das casas. O percurso, que costuma incluir banquete de frutas, segue até o encontro da Lagoa Mundaú com a Lagoa Manguaba e depois com o mar. Em geral, há duas saídas diárias, uma pela manhã, outra à tarde. Fique com a da tarde, pois o pôr-do-sol vem de brinde.

Para encerrar, ficam dicas de restaurantes ou barzinhos para curtir a noite:

  1. Imperador dos Camarões
  2. Quiosque Lopana
  3. Quiosque Kanoa
  4. Bar Coconut
  5. Parmeggiano (Orla de Pajuçara)
  6. Massangueira – frutos do mar, especializado em mariscos
  7. Divina Gula – cozinha mineira
  8. O Peixarão

_________________________________________________________

Sanny é servidora pública e viaja sempre com seu marido e filho. Os três viraram companheiros inseparáveis, principalmente em viagens. Como diz aquele famoso ditado, família que viaja unida, permanece unida.

Clique aqui para reservar o seu hotel em Maceió.

E você, leitor, não gostaria de compartilhar com a gente dicas de um lugar que você gosta bastante? É simples. Clique aqui e divida com o Bilhete Premiado!

Encontro das "A Lagoas" - Lagoa Mundaú com a Lagoa Manguaba.

Encontro das “A Lagoas” – Lagoa Mundaú com a Lagoa Manguaba.

One Response

  1. Anonymous
    Anonymous 04/11/2013 at 8:39 am |

    Muito boa esse viagem Be. Tirando a aventura do aeroporto…

Comments are closed.

Show Buttons
Hide Buttons
%d bloggers like this: