Pra lá de Maastricht!

Compartilhe!

É verdade que os Países Baixos são razoavelmente desconhecidos – até por isso temos que acabar com a sensação de que turistar por ali é fazer um stop-over em Amsterdã na sua viagem entre Londres, Bruxelas ou Paris.

É pra acabar com isso que o nosso leitor Izaildo Feltrini deixa a dica de Maastricht, lá no sul dos Países Baixos, espremida entre a Bélgica e a Alemanha. Dá pra fazer em um bate-e-volta de Amsterdã ou dá pra combinar em uma viagem de carro entre a Antuérpia e Colônia.


Preparativos para Maastricht

Maastricht é uma pequena cidade ao sul da Holanda, já na fronteira com a Bélgica, que me surpreendeu muito! A viagem pode ser feita em um só dia, no regime bate e volta, saindo de Amsterdam Centraal. Dura 3 horas, mas vale muito a pena.

Pode-se conhecer os pontos mais importantes em uma tarde, assim, cheguei à cidade às 12h37 (pontualmente)! Comprei o bilhete pela internet porque tinha um desconto e ainda podia andar de ferryboat! O valor da ida e volta foi € 22,00. A primeira coisa que fiz foi procurar o local onde saia o ferry para fazer o primeiro passeio da cidade.

O Rio Mosa, que marca a paisagem de Maastricht! (Foto: Izaildo Feltrini.)

O Rio Mosa, que marca a paisagem de Maastricht! (Foto: Izaildo Feltrini.)

O ferryboat de Maastricht

A distância não dá mais de 10 minutos! A dica é que imprima não só o bilhete, mas também o comprovante da compra, porque na bilheteira eles vão cobrar. Depois da retirada do bilhete no Pier do ferry foi só tranquilidade!

Da para ver muitas paisagens! E os funcionários são bem receptivos! Eles falam inglês, alemão e holandês. Oferecem waffles a € 2,00!

Com guia e waffles em mãos, no ferry de Maastricht! (Foto: Izaildo Feltrini.)

Com guia e waffles em mãos, no ferry de Maastricht! (Foto: Izaildo Feltrini.)

As Cavernas de São Pedro

Depois, por volta de uns 20 minutos de passeio, o ferry faz uma parada para a estação que está disponível para visitar as cavernas de Sint Pieter (São Pedro, no bom e velho português!).

Preparem as canelas para subir uma ladeira! A paisagem do Mirante do Forte de São Pedro é belíssima!  O ticket deve ser comprado em um pequeno quiosque que fica ao lado do restaurante. Quando chegar lá, não percam tempo! Só tem 3 horários de visitas diárias da caverna no meio da semana!

Detalhes do interior da Caverna de São Pedro, um ícone de Maastricht. (Foto: Izaildo Feltrini.)

Detalhes do interior da Caverna de São Pedro, um ícone de Maastricht. (Foto: Izaildo Feltrini.)

São mais uns 10 minutos até chegar na caverna! O guia, infelizmente, só fala holandês, então é bom que leia algo a respeito da história da caverna antes de ir. Um breve comentário é que foi construída antes da invasão do império romano e que também abrigou refugiados contra a invasão de Hitler à região. É bom levar roupas quentes porque faz frio lá dentro! Detalhe: essa visita só pode ser feita mediante a presença de um guia, e custa € 6,50.

A experiência foi incrível! Recomendo precaução a quem tem claustrofobia! Logo após retornei no mesmo ferry à cidade!

A entrada da Caverna de São Pedro - agasalho é essencial. (Foto: Izaildo Feltrini.)

A entrada da Caverna de São Pedro – agasalho é essencial. (Foto: Izaildo Feltrini.)

O Básico de Maastricht

O centro de Maastricht é muito legal e tudo está perto! É só pegar um mapa do Centro de Atenção ao Turista e conhecerem os principais pontos turísticos!

A ponte de São Servácio (Sint-Servaasbrug), o City Hall, a Basílica de Nossa Senhora (Onze-Lieve-Vrouwebasiliek) e a Vrijthof, a principal praça de Maastricht. Por fim, é indispensável uma visita ao Moinho do Bispo em Maastricht (o moinho mais antigo do mundo em operação).

O Moinho do Bispo em Maastricht - o mais antigo do mundo ainda em operação.  (Foto: Izaildo Feltrini.)

O Moinho do Bispo em Maastricht – o mais antigo do mundo ainda em operação. (Foto: Izaildo Feltrini.)

A Ponte de São Servácio sobre o Rio Mosa. (Foto: Izaildo Feltrini.)

A Ponte de São Servácio sobre o Rio Mosa. (Foto: Izaildo Feltrini.)


Izaildo é graduado em letras e em direito. Além da advocacia, dá aulas de espanhol. Tirou um tempo na Europa para estudar direito para executivos em inglês. Nas folgas, claro, aproveita como pode para conhecer novos lugares do Velho Continente!

Clique aqui para ler mais sobre Amsterdã e os Países Baixos.

E aqui pra reservar o seu hotel em Amsterdã!

E quanto a você, leitor viajante, não deixe de compartilhar suas dicas e histórias de viagens pelo mundo! Escreva para o Bilhete Premiado e deixe a sua marca!

Lamparinas no interior das Cavernas de São Pedro. (Foto: Izaildo Feltrini.)

Lamparinas no interior das Cavernas de São Pedro. (Foto: Izaildo Feltrini.)

Decoração na Praça Vrijthof, o coração de Maastricht. (Foto: Izaildo Feltrini.)

Decoração na Praça Vrijthof, o coração de Maastricht. (Foto: Izaildo Feltrini.)

Altar à Nossa Senhora - um ícone católico em um país predominante ateu. (Foto: Izaildo Feltrini.)

Altar à Nossa Senhora – um ícone católico em um país predominante ateu. (Foto: Izaildo Feltrini.)

O píer para pegar o ferry boat sobre o Rio Mosa - Rumo às Cavernas de São Pedro. (Foto: Izaildo Feltrini.)

O píer para pegar o ferry boat sobre o Rio Mosa – Rumo às Cavernas de São Pedro. (Foto: Izaildo Feltrini.)

Detalhes do interior das Cavernas de São Pedro. (Foto: Izaildo Feltrini.)

Detalhes do interior das Cavernas de São Pedro. (Foto: Izaildo Feltrini.)

Show Buttons
Hide Buttons
%d bloggers like this: