St. Augustine, Flórida. Para um “take a break” dos parques, uma visita à relíquia da colonização espanhola na América.

Compartilhe!

St. Augustine, Flórida. Já ouviu falar? Pois é, Orlando oferece uma programação intensa para vários dias de férias – e várias férias diferentes, como bem sabem os brasileiros. Mas a Flórida não se resume a Miami e a Orlando. O Sunshine State tem muitos outros pequenos segredos guardados por aí.

Um desses segredos é St. Augustine, a cidade mais antiga dos Estados Unidos, com traços dos colonizadores espanhóis. Quem conta pra gente um pouquinho de St. Augustine é a Bárbara Peñaloza, viajante com farta experiência em trips com com crianças e em família, e recomenda a pausa do excesso de informações de Orlando!


St. Augustine, Flórida!

Visitando Orlando, queríamos muito encontrar uma prima querida que vive em Jacksonville, também na Flórida. Ela nos sugeriu um encontro no meio do caminho, na cidade de St. Augustine. A recomendação foi imediatamente acatada, pois já estávamos meio cansados daquele batidão de parques e queríamos mesmo conhecer mais a cultura local.

Pesquisando na internet, achei uns relatos de viajantes bem completos aqui e aqui. Então, este post tem a intenção de ser apenas um teaser de St. Augustine para você se animar e sair do lugar comum quando estiver na Disney.

Em frente ao Forte ou o castelo de verdade. (Foto: Bárbara Peñaloza.)

Em frente ao Forte ou o castelo de verdade. (Foto: Bárbara Peñaloza.)

Um pouco sobre St. Augustine

St. Augustine fica a 170 km de Orlando, aproximadamente 2 horas de carro. Ela é a cidade mais antiga dos Estados Unidos, fundada em 1565 pelos espanhóis e também é conhecida como The Ancient City. Sua atração principal é justamente a herança da colonização espanhola.

A cidade é pequena, com 13 mil habitantes, e aparentemente vive do turismo. Não há como se deslocar de carro entre as ruas do centro histórico, ou pelo menos não acho aconselhável. Para quem tem preguiça de andar, há um charmoso trolley (adultos U$ 23,17 e crianças acima de 6 anos U$ 9,27) que roda pelos principais centros de interesse da cidade.

Mas a dica mesmo é bater perna pelas ruazinhas cheias de fachadas lindíssimas de arquitetura colonial espanhola (só não se esqueça de levar carrinho para as crianças menores). Sendo eu arquiteta, tenho que confessar que essa foi a coisa que mais me encantou em St. Augustine. As ruas estreitas de fachadas com varandas em estilo espanhol são encantadoras e oferecem um alívio para o acúmulo de informações fake de Orlando, que a certa altura cansa os olhos.

Castillo de San Marcos

Para as crianças, o passeio imperdível é a visitação ao Castillo de San Marcos, um forte do final do século XVII. Ele foi construído pelos espanhóis para defenderem a cidade contra ataques de piratas ingleses e possui a arquitetura típica de fortificações de bastiões da época, com o formato de estrela. Além de poder visitar o seu interior, existe uma atração no pátio superior onde atores vestidos de soldados soltam disparos nos canhões. É um espetáculo, mas faz barulho!

Os guardas do castelo de San Marcos. (Foto: Bárbara Peñaloza.)

Os guardas do castelo de San Marcos. (Foto: Bárbara Peñaloza.)

Planejando a visita a St. Augustine

Para conhecer St. Augustine, um dia é suficiente, mas, para quem tiver alguns dias sobrando, vale a pena pernoitar na cidade ou até mesmo reservar uns três dias por lá (passei por umas pousadas muito charmosas).

Na verdade, minha sugestão é que você saia de Orlando bem cedo, conheça Daytona Beach e a famosa Daytona International Speedway, que fica no caminho, e siga para almoçar e passear em St. Augustine, que fica a 40 minutos, pernoitando por lá para pegar uma praia no dia seguinte, antes de retornar a Orlando.

Falando em praia, esse é um outro atrativo da Cidade. Existem praias para todos os gostos, até mesmo aquelas que se entra de carro e permitem-se animais de estimação. Não tive tempo de curtir esse programa, mas já está prometido para uma próxima viagem à Flórida.

O waterfront, que oferece espaço de sobra para as crianças brincarem. (Foto: Bárbara Peñaloza.)

O waterfront, que oferece espaço de sobra para as crianças brincarem. (Foto: Bárbara Peñaloza.)

Dicas espertas:

  1. Indo de carro, apenas para um dia, estacione em algum parking-lot e fotografe o local para saber retornar depois. A coisa mais fácil do mundo é se perder nas ruas de St. Augustine.
  2. Leve uma sombrinha para assistir ao show de disparo de canhões dentro do Castillo de San Marcos. As crianças, principalmente, terão que esperar no sol pela atração.
  3. Almoçamos em um restaurante belíssimo de mais de 110 anos chamado Columbia Restaurant, que tem uma cozinha cubana que ajuda a matar a saudade da nossa comidinha. A decoração interna é linda!
  4. De sobremesa, uma loja de picolés nada tradicionais, o The Hyppo Gourmet Ice Pops. Com ingredientes super naturais (e algum segredo que faz com que demore a derreter) recomento provar o de maple/pecan (nozes com maple) e o chocolate sea salt (chocolate com um toque salgadinho que leva tapioca na receita).
  5. Para quem não dispensa umas compras, há uma filial do Premium Outlets lá. Como nós estávamos decididos a não fazer esse programa em Orlando, esticamos lá antes da viagem de volta ao hotel, só para conhecer. Dizem que as lojas lá são mais vazias que a filial de Orlando e há muitas opções. Mas, sinceramente, achei um desperdício perder algumas horas de St. Augustine por um entra e sai em lojas sem graça tipo Polo RL. #prontofalei
  6. Para quem curte comida vegana, minha prima é uma frequentadora assídua e recomenda o restaurante Present Moment Café. Foi uma pena não termos conseguido tempo para conferir, pois as fotos do site realmente são de dar água na boca! (Eu adoro carne, mas, depois de uma semana comendo trash-food em Orlando, uma parada detox não vai mal a ninguém).
Os primos tomando um picolé original e delicioso. (Foto: Bárbara Peñaloza.)

Os primos tomando um picolé original e delicioso. (Foto: Bárbara Peñaloza.)


Reserve aqui o seu hotel em St. Augustine.

Se preferir, aproveite pra passar uma noite em Daytona!

Bárbara é viajante contumaz e, com criança e com marido, precisa se planejar para 3. Ela já encheu a geladeira de ímãs de viagens e pretende continuar comprando mais por aí. Claro que, pra isso, é necessário continuar viajando, sempre!

E quanto a você, leitor viajante, não deixe de compartilhar suas dicas e histórias de viagens pelo mundo! Escreva para o Bilhete Premiado e deixe a sua marca!

Fotografando o estacionamento. (Foto: Bárbara Peñaloza.)

Fotografando o estacionamento. (Foto: Bárbara Peñaloza.)

Show Buttons
Hide Buttons
%d bloggers like this: