Tikal, Guatemala – o coração dos Mayas!

Compartilhe!

Pois é, Chichén-Itzá é a cidade Maya mais famosa para nós, brasileiros, seguida das ruínas mayas de Tulum. Mas nem só desses sítios arqueológicos vive o mundo maya! Os mais aventureiros certamente já ouviram falar de Tikal, na Guatemala, que provavelmente foi a maior cidade maya, com estimativa de 100 mil habitantes em seu período áureo! É gente demais para os padrões daquela civilização.

O Templo I de Tikal, o mais alto e o mais imponente da antiga cidade maya.

O Templo I de Tikal, o mais alto e o mais imponente da antiga cidade maya.

Um pouco da história de Tikal

Tikal nunca foi totalmente desconhecida dos mayas, apesar de passar anos coberta pela floresta. Mas por volta dos anos 1840 um aventureiro encontrou vestígios do que era a cidade de Tikal e contou a um jornal guatemalteco, espalhando que ali poderia conter rastros de alguma civilização antiga. Pouco depois, apareceram alguns arqueologistas e caçadores de tesouro no local, ávidos pra ver o que a floresta guardava embaixo de tanta terra e árvores.

Os registros de civilização em Tikal datam do ano 1.000 a.C., ainda como uma cidade baixa. As grandes construções vieram somente mais tarde – estudiosos acreditam que o primeiro templo foi construído em 690 d.C. sendo, portanto, construções mais recentes. O declínio dos mayas começou em meados do século XI, sem uma razão certa – a maior parte das teorias acredita que foi por uma cobrança excessiva de tributação por parte dos gestores públicos, o que causou uma revolta na população e a consequente fuga da cidade para o campo.

Ruínas do que foi a cidade de Tikal - repare no tamanho do edifício e das pessoas na foto.

Ruínas do que foi a cidade de Tikal – repare no tamanho do edifício e das pessoas na foto.

Considerada Patrimônio da Humanidade pela Unesco, Tikal é formada por centenas de edificações, incluindo 6 grandes templos – o maior deles, o Templo IV, tem 72 metros de altura e tem acesso livre ao topo. Dentro de Tikal é possível ver palácios, residências, monumentos e o famoso campo de futebol dos mayas – tudo feito em pedras.

Como chegar a Tikal, Guatemala

As cidades mais próximas com estruturas pra receber viajantes são Flores, na Guatemala e San Ignácio, no Belize. Não é fácil chegar a nenhuma delas, mas assim que se instalar por lá, fica mais fácil chegar à Tikal.

Lembranças da Guatemala - da bandeira a outros artesanatos, a maioria feito por locais.

Lembranças da Guatemala – da bandeira a outros artesanatos, a maioria feito por locais.

Tikal via Flores

Para chegar à Flores, uma cidade-ilha no meio do lago Peten Itzá, a primeira opção – rápida e cara – é pegar um avião desde a Cidade da Guatemala ou da Cidade do Belize. A TAG Airlines opera esses trechos que fica, em média, USD 150,00 ida e volta (1 hora de voo). Pra quem voa desde a Cidade da Guatemala pode optar pela Avianca também.

A segunda opção é pegar um ônibus desde a Cidade da Guatemala. Na média sai por USD 20,00. Fica bem mais barato, é verdade, mas são 8 longas horas de viagem por meio de estradas nem sempre confortáveis. Recomendo optar pela viagem durante o dia, por segurança.

Tikal via San Ignácio, Belize

Para chegar à San Ignácio, no oeste do Belize, a melhor forma é ir de carro ou de ônibus desde a Cidade do Belize (1h30, aproximadamente). Há ônibus de Chetumal, na fronteira do México também. Outra opção é alugar carro no México e dirigir pelo Belize – estradas simples, nem todas com o melhor asfalto do mundo, mas melhores que as do Nordeste brasileiro.

A ponta do Templo III de Tikal, quase todo encoberto pela floresta maya.

A ponta do Templo III de Tikal, quase todo encoberto pela floresta maya.

De Flores ou de San Ignácio à Tikal

Nem Flores e nem San Ignácio, entretanto, são o fim da jornada! É preciso fazer o último trecho – as rotas de avião foram suspensas, restando apenas a rota rodiviária. Recomendo, a partir de qualquer uma dessas cidades, se enfiar em algum tour pra Tikal. Facilita – e muito – a sua vida! São 64km desde Flores e 113km desde San Ignácio (com uma fronteira para cruzar!).

Existem ônibus desde as duas cidades (e desde Flores há vans ou táxis coletivos que saem da frente do aeroporto), mas a melhor opção é mesmo ter um guia, que já vai providenciar toda a explicação do sítio arqueológico, arranjar um almoço e facilitar as coisas na Guatemala, que não é dos destinos mais simples pra se viajar. Testamos a experiência via San Ignácio e deu muito certo, você pode conferir neste post! Fizemos o tour com a K’Atun Ahaw Culture and Eco Adventure Tours.

A lateral do Templo I de Tikal, visto da parte alta da cidade - pelas fotos ele parece pequeno, mas o tamanho é assustador!

A lateral do Templo I de Tikal, visto da parte alta da cidade – pelas fotos ele parece pequeno, mas o tamanho é assustador!

A experiência Tikal

Os brasileiros são apaixonados por Machu Picchu, mas acredite: Tikal é muito mais surpreendente – Só não está tão presente no imaginário do brasileiro. É que, além de ser mais complicado de chegar, fica em outro continente e, vamos combinar, Machu Picchu é logo ali!

De toda forma, a experiência é incrível! A visita tem potencial pra durar pelo menos meio dia, umas 5 horas inteiras no sítio arqueológico – a cidade é imensa e são 6 templos principais (só se pode subir em dois deles…) e diversos menores. O mais incrível é ver o Templo I e o Templo II, o coração de Tikal, reinando sobre a praça quase toda descoberta. Se cabe em fotos? Muito difícil, talvez uma panorâmica – e até por isso a experiência de viajar e viver o lugar é uma coisa única.

Uma tentativa de incluir o Templo I e o Templo II na mesma foto - só mesmo com uma boa panorâmica, porque a praça central é imensa!

Uma tentativa de incluir o Templo I e o Templo II na mesma foto – só mesmo com uma boa panorâmica, porque a praça central é imensa!

Visitar Tikal é viver uma experiência autêntica, em que o espírito mochileiro necessariamente vai te tocar em algum ponto da viagem. Esqueça o acesso gourmetizado de Machu Picchu ou o turismo predatório de Chichén-Itzá. Tikal é rústico, ainda falta muito a descobrir do sítio arqueológico e muitos mistérios a desvendar de como a cidade se desenvolvia.

Pode incluir naquela sua to do list de coisas pra fazer antes de morrer! A experiência é inesquecível!

O Mundo Perdido de Tikal, o maior centro maya já estruturado - incrível civilização que desapareceu sem muitos vestígios!

O Mundo Perdido de Tikal, o maior centro maya já estruturado – incrível civilização que desapareceu sem muitos vestígios!

Ah, e para os fanáticos por Machu Picchu, fica uma provocação – quem vai à Tikal na hora já se impressiona com o tamanho dos tempos e a proporção da cidade. Se Machu Picchu é a cidade perdida, Tikal é o mundo perdido!

Clique aqui para reservar o seu hotel em Flores, na Guetemala.

E aqui pra reservar o seu hotel em San Ignácio, no Belize.

E quanto a você, leitor viajante, não deixe de compartilhar suas dicas e histórias de viagens pelo mundo! Escreva para o Bilhete Premiado e deixe a sua marca!

Deixo algumas fotos bacanas de Tikal, pra aguçar a sua curiosidade e te inspirar a montar a sua próxima viagem.

O Templo I, visto da parte alta de Tikal - uma cidade muito maior do que você poderia imaginar!

O Templo I, visto da parte alta de Tikal – uma cidade muito maior do que você poderia imaginar!

A praça principal de Tikal, com o Templo II em destaque - o Templo I ficou escondido atrás das árvores.

A praça principal de Tikal, com o Templo II em destaque – o Templo I ficou escondido atrás das árvores.

A praça principal de Tikal e a lateral do Tempo I.

A praça principal de Tikal e a lateral do Tempo I.

O topo do Templo III, escondido na Floresta Maya - ele já esteve completamente coberto pela mata.

O topo do Templo III, escondido na Floresta Maya – ele já esteve completamente coberto pela mata.

A Ceiba, a árvore nacional da Guatemala e símbolo de Tikal.

A Ceiba, a árvore nacional da Guatemala e símbolo de Tikal.

O Templo II, um dos únicos que tem o acesso liberado para os aventureiros.

O Templo II, um dos únicos que tem o acesso liberado para os aventureiros.

Show Buttons
Hide Buttons
%d bloggers like this: