A Usina Hidrelétrica de Xingó – Baixo São Francisco

Compartilhe!

É bem verdade que usinas hidrelétricas não são dos pontos turísticos mais comuns e procurados por viajantes do mundo inteiro. Mas ali, dividindo o Rio São Francisco em duas partes, e formando uma ponte que conecta o Estado do Sergipe com o Estado de Alagoas está a barragem da Usina Hidrelétrica de Xingó, um colosso que já se incorporou à vida dos cidadãos de toda a região!

Pois bem, pra quem visita a região do Baixo São Francisco, a visita à UHE de Xingó é uma boa pedida – um passeio no mínimo curioso e com um pouco de aulas de história e de física! E para os menos interessados, vale pela vista panorâmica da represa!

Este post faz parte de uma sequência de postagens sobre a região do Cânion do Xingó, cobrindo os passeios da região de Piranhas e de Canindé de São Francisco. Clique nos links para saber mais.

A imensa barragem da Usina Hidrelétrica de Xingó divide o Rio São Francisco em duas porções. (Foto: Carolina Vasconcelos.)

A imensa barragem da Usina Hidrelétrica de Xingó divide o Rio São Francisco em duas porções. (Foto: Carolina Vasconcelos.)

Sobre a UHE de Xingó

A Usina de Xingó é a construção monumental responsável por represar a água do São Francisco e formar a barragem que alagou o Cânion do Xingó! Ela é também uma das maiores geradoras de energia do país, responsável por cerca de 30% da energia do Nordeste e quase 10% de toda a energia do Brasil.

A usina conta com 6 turbinas ativas (e mais 4 previstas) com capacidade pra gerar 527.000 Kw de potência cada uma. Confesso que eu não tenho muita noção de como calcular isso, mas imagino que seja muita coisa, até porque é uma única usina capaz de produzir 10% da energia de todo o Brasil!

A água represada da barragem da Hidrelétrica de Xingó - sob o sol do sertão!

A água represada da barragem da Hidrelétrica de Xingó – sob o sol do sertão!

Os dutos de água do imenso paredão da Usine Hidrelétrica de Xingó.

Os dutos de água do imenso paredão da Usine Hidrelétrica de Xingó.

Como é o passeio pela Usina Hidrelétrica de Xingó

Obrigatoriamente, o passeio precisará de carro. E o preço a se pagar é por carro, independentemente do número de passageiros. Cada carro, logicamente, se limita ao número de passageiros que pode carregar, mas uma vaga deverá ficar com o guia, que pode guiar mais de um carro durante a visita. Fica R$ 40,00 por carro. O último horário de ingresso é às 16h30.

A visita começa na sede administrativa da usina, em um local afastado da barragem. Lá há um vídeo explicativo e uma maquete de madeira da usina e da região em volta. O guia explica a construção dos túneis e das barragens ali mesmo. Há diversas instruções de como se comportar dentro da usina.

Depois, saindo de carro, há a entrada na parte superior da barragem. Os visitantes descem pra conferir in loco as turbinas e a área represada, ouvindo explicações sobre a construção, o custo, a energia gerada, a quantidade de empregados e diversas outras informações úteis – ou nem tão úteis assim, mas curiosas!

A Usina Hidrelétrica de Xingó, que faz uma ponte entre Sergipe e Alagoas.

A Usina Hidrelétrica de Xingó, que faz uma ponte entre Sergipe e Alagoas.

Alta tensão! As caixas dos transformadores, que mandam a energia para os linhões.

Alta tensão! As caixas dos transformadores, que mandam a energia para os linhões.

Terminada essa parte, o carro vai para um estacionamento na parte baixa e os turistas acessam a parte interna da usina, onde estão os transformadores magnéticos e os dutos de água. Quem é cardíaco fica de fora!

Dentro da usina há um pequeno museu, contando a história da região e a história da construção da UHE Xingó. Além disso, é possível ver os reatores magnéticos e entender melhor como funciona toda a engrenagem e a geração hidráulica de energia.

Isso cobre a visita pela Usina de Xingó. Acredito que, pra quem já viu Itaipu, talvez seja menos interessante. Pra quem não viu e tá com tempo na região, vale a pena, nem que seja pela paisagem e pela oportunidade de conhecer por dentro como é uma usina hidrelétrica, além de andar pela barragem e aprender um monte de coisas interessantes da geração hidrelétrica.

A simática maquete de madeira da Usina Hidrelétrica de Xingó.

A simática maquete de madeira da Usina Hidrelétrica de Xingó.

O pôr-do-sol, as linhas de transmissão e a barragem da UHE Xingó.

O pôr-do-sol, as linhas de transmissão e a barragem da UHE Xingó.

Fique com algumas fotos pra curtir a UHE de Xingó!

Clique aqui pra ler sobre o passeio pelo Cânion do Xingó.

Aqui pra ler sobre a Rota do Cangaço.

Para se hospedar na região, indico o Hotel Aconchego do Velho Chico, em Piranhas.

Se preferir, há outras opções de hospedagem na cidade de Piranhas, em Alagoas.

E quanto a você, leitor viajante, não deixe de compartilhar suas dicas e histórias de viagens pelo mundo! Escreva para o Bilhete Premiado e deixe a sua marca!

A simpática cidade de Piranhas, cortada pelo Rio São Francisco. (Foto: Carolina Vasconcelos.)

A simpática cidade de Piranhas, cortada pelo Rio São Francisco. (Foto: Carolina Vasconcelos.)

Fernando Henrique Cardoso inaugurou a UHE Xingó desde Brasília, apertando um controle remeto que acionou as turbinas da usina.

Fernando Henrique Cardoso inaugurou a UHE Xingó desde Brasília, apertando um controle remeto que acionou as turbinas da usina.

As turbinas devolvem a água ao curso natural do Rio São Francisco.

As turbinas devolvem a água ao curso natural do Rio São Francisco.

A sequência de reatores magnéticos da UHE Xingó - cardíacos não podem se aproximar!

A sequência de reatores magnéticos da UHE Xingó – cardíacos não podem se aproximar!

Dados e estatísticas sobre a UHE Xingó - muito difícil pra um leigo entender!

Dados e estatísticas sobre a UHE Xingó – muito difícil pra um leigo entender!

4 Responses

  1. Letícia Maria de Oliveira
    Letícia Maria de Oliveira 16/09/2016 at 12:02 am |

    Parabéns pela matéria, muito interessante!

  2. Augusto Figueiredo
    Augusto Figueiredo 01/06/2017 at 7:44 pm |

    Passeio pela Usina Hidrelétrica de Xingó.
    O passeio com o guia ocorre qualquer dia da semana ou somente em dias úteis?

Comments are closed.

Show Buttons
Hide Buttons
%d bloggers like this: